Medicamentos deverão ter reajuste de 4,46%

Segundo cálculo da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o reajuste anual no preço dos medicamentos deverá ser fixado em 4,46%, passando a vigorar a partir de abril. A estimativa é feita com base no Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a entidade, este ano o índice sofreu uma forte influência das oscilações do câmbio.





O reajuste autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) diz respeito ao preço máximo que pode ser praticado para um determinado remédio. A fórmula considera fatores como inflação, produtividade da indústria, concorrência de diferentes classes terapêuticas e impacto da energia elétrica.


Mesmo assim, o reajuste não corrige a inflação. Entre 2005 e 2018, os medicamentos sofreram 86,99% de correção, enquanto a inflação do período foi de 118,84%, uma diferença de 31,85%. Se a estimativa for confirmada, o índice continuará acima de 31 pontos percentuais.


Fonte: Redação Panorama Farmacêutico




Mais Notícias

04/12/2019 | 16h33
Anvisa arquiva proposta para o plantio de maconha para fins medicinais
27/11/2019 | 17h41
Brasil discute ameaça global da resistência aos antibióticos
18/11/2019 | 11h04
Anvisa aprova remédio para tratamento de doença pulmonar obstrutiva crônica
04/11/2019 | 14h42
Regulamentadas as atribuições do farmacêutico clínico
Contato
E-mail: contato@facillite.com.br

Telefone: +55 (27) 3014-6677
Redes Sociais
WhatsApp chat